Glossário

O Glossário Financeiro do Guia Bolso explica os termos financeiros mais usados. Nosso objetivo é te ajudar a entender sua vida financeira.

Saldos

Consultar saldos do extrato da conta bancária já é uma rotina para a maioria absoluta das pessoas, mas poucas pessoas pensam, de verdade, no que ele representa. Principalmente quando o assunto envolve quantias altas e rotatividade, como no caso de empresários, saber um pouco mais sobre eles sempre é uma atitude positiva. Como tudo o que envolve um pouco mais de conhecimento, aliás.

Economicamente falando, os saldos são justamente aquela diferença entre o crédito e o débito, o que fica na conta e que pode ser utilizado instantaneamente. O que acontece, é que com tantas facilidades que os bancos oferecem, muita gente acaba confundindo os saldos real, devedor, aprovisionado e o consolidado, por exemplo.

Na conta corrente comum, o consolidado é a quantia em débito aberto de determinado tributo acrescido de juros e multa e que é calculado até a data da negociação ou do parcelamento. O devedor é quanto a pessoa tem que pagar para ficar quites com a instituição financeira, quando o débito é maior do que o crédito, é a mesma coisa que o negativo. Já o real é o crédito, ou seja, a quantia em positivo, que o cliente dispõe.

Só que muitas vezes os bancos juntam o real com o do cheque especial ou crédito rotativo, o que leva aos consumidores a fazerem uma certa confusão e acabarem tendo a incidência de juros no real, o que faz que o crédito, quando entra, seja “engolido” pelo consolidado, passando a ser devedor. De olho nessas diferenças, fica mais fácil entender o extrato bancário e a fugir de pequenas armadilhas que aparecem no dia-a-dia.

Baixe agora o aplicativo de
guia financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play