Glossário

O Glossário Financeiro do Guia Bolso explica os termos financeiros mais usados. Nosso objetivo é te ajudar a entender sua vida financeira.

Fundos de pensão

Os fundos de pensão, ou como são chamadas oficialmente, as entidades fechadas de previdência complementar são entidades sem fins lucrativos, responsáveis pela administração do patrimônio de contribuições dos participantes. No Brasil, foram criados na década de 60, dando direitos iguais aos funcionários contribuintes do fundo de pensão oferecido pela empresa e resolvendo um problema que acarretaria numa discussão judicial sem fim.

Como o nome já diz, os fundos de pensão são organizados por empresas ou grupos de empresas com o fim de incrementar a aposentadoria dos funcionários que contribuem para o plano. O termo “fechada” refere-se à exclusividade da participação dos funcionários das empresas proponentes do fundo. O patrimônio de contribuições é aplicado em ações, renda fixa e imóveis, dentro das regras estabelecidas pelo Banco Central, gerando dividendos que revertem para os contribuintes. Os fundos de pensão apresentam ainda vantagens como possibilidade de dedução do IR e taxas de administração e carregamento menores do que em um fundo pessoal.

Assim, os funcionários participantes de fundos de pensão começam a receber o dinheiro aplicado mensalmente quando se aposentarem. Em outra modalidade, o funcionário que deixar o emprego também pode retirar a parte depositada durante os anos de trabalho.

A Previ – Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil, é o maior dos fundos de pensão latino-americanos e o 24º no mundo. Um dos escândalos brasileiros que mais deu o que falar, o Mensalão, também teve um capítulo chamado “escândalo dos fundos de pensão”, onde especulações irregulares feitas com os patrimônios de fundos de pensão vieram à tona.

Baixe agora o aplicativo de
guia financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play