Glossário

O Glossário Financeiro do Guia Bolso explica os termos financeiros mais usados. Nosso objetivo é te ajudar a entender sua vida financeira.

Décimo terceiro salário

 

Chega final do ano e as pessoas querem engordar a ceia de Natal, distribuir presentes e, claro, iniciar o ano seguinte com mais tranquilidade financeira. Isso é possível para grande parte da população devido ao 13º salário, também conhecido como gratificação natalina.

Sua instituição ocorreu em 1962, ano que se tornou obrigatório; é de direito de todos os trabalhadores assalariados, fixos e/ou temporários, além de pessoas que atuam em ambientes rurais, servidores públicos e empregados domésticos. Muita gente que não é registrada e atua sob o sistema de Pessoa Jurídica (PJ) tem acesso ao benefício, que, por sua vez, recebe o nome de “bônus”.

O 13º salário deve ser pago em duas parcelas: a primeira vencendo em 30 de novembro e a segunda em 20 de dezembro. O valor a ser pago ao funcionário equivale à soma de todos os meses trabalhados; em seguida, é feita uma divisão por 12 [meses]. Caso você tenha rendimento mensal de R$ 1.000 e tenha entrado na empresa em março, faça a seguinte conta:

Março a dezembro: 9 (meses) x R$ 1.000 = R$ 9.000 ÷ 12(meses) = R$ 750

Então, ao trabalhar os nove meses você tem direito a R$ 750. Agora, se está na empresa há mais tempo e completou trabalho de janeiro a dezembro, então seu 13º salário é de R$ 1.000.

Quando estiver com o dinheiro em mãos, não esqueça: descreva seus gastos numa planilha de orçamento, para que, assim, possa usufruí-los em presentes e também na redução de dívidas.

Baixe agora o aplicativo de
guia financeiro do GuiaBolso!

Baixe na AppStore Baixe na Google Play